O Início

O começo de tudo!

foto_carlosNa verdade tudo começou quando eu ainda era músico na cidade na década de 90 e para conseguir realizar os meus shows, tinha o trabalho e a missão de produzir e colar meus cartazes divulgando os shows nos bares da época tipo Sangrias (ao lado da delegacia), do Tamarindos (Lagoa de Araçatiba), Pantanos bar (Bar do Sr Aguiar em Bambuí), e no Chão de Estrelas onde fiz muito sucesso; E ao colar o cartaz eu sempre me deparava com um papel na mesma parede colado ao lado aonde estava escrito (Vendo terreno) (Perdi meu poodle) (Alugo casa para a semana santa) eu percebí que já era hora de ter um serviço de jornal assim para a cidade, e como a minha grana era pouca com os ganhos da noitada, eu mal conseguia me sustentar como também nao iria conseguir pagar a universidade de minha filha que apesar de sempre ter estado longe, mas que sempre esteve em meu coração e então resolvi que iria mudar a minha vida e o meu sonho artístico ficou pra outra hora, então fui a luta pois sempre tive também o sonho de trabalhar com publicidade, e ai nasceu a idéia de colocar o primeiro jornal de classificados na cidade, aonde obstinado num determinado momento, em julho de 1996 estive na Papelaria da minha amiga Soninha da Torre de Papel em frente a Igreja de Nsa Sra do Amparo e realmente estava decidido e cheguei no balcão e pedi 2 resmas de papel A4 e duas canetas Bic e parti pra cima e andei quase toda a cidade a pé, e para inaugurar a seção de achados e perdidos fui até o DPO (Centro-Maricá) e pedi informações e anotei os documentos perdidos que haviam por lá , parei carros que tinham o anuncio de vendo apregoado em seus vidros e assim se deu, fui comércio por comércio mostrando que a idéia de um novo jornal era boa para todos, aonde mesmo assim levei muito “Não” mas os poucos que me disseram “Sim” foram o suficiente para bancar os custos e assim lançar os primeiros exemplares. Como fiz muita amizades através da música na época, busquei apoio através de amigos do jornal “Outras Palavras” que era editado pelo Quaquá, Sérgio Mesquita, Rogério Biggio, Junior (in memória) o Moisés que era o diagramador, e assim foi produzido e confeccionado já no computador o primeiro jornal com o nome de “Classificados Maricá” e daí levei para a gráfica em São Cristovão que me exigia um cheque pré-datado como forma de pagamento da impressão de 2 mil do primeiro exemplar; Banner 1(1) leve Depois de tudo resolvido, fui buscar o jornal já impresso e tinha que transportar os pacotes para Maricá, e coloquei primeiro dentro de um ônibus de São Cristovão ao terminal Menezes Côrtes e de lá para dentro do ônibus da Viação Nsa.Sra do Amparo, ao chegar em Maricá fui logo distribuindo ali mesmo na antiga rodoviária que funcionava na praça onde hoje e a casa do futuro, e no sinal em frente ao Ponto Chic de carro em carro, e assim foi o maior sucesso! Foram distribuídos 2.000 mil jornais praticamente de mão em mão e assim foram encontrados documentos perdidos, se vendeu filhotes de animais, alugou casa, venderam terrenos, arrumaram emprego, etc e isso foi o suficiente para que nunca mais deixasse de frutificar e quando percebi a necessidade de procura pelo jornal vi que ele poderia servir também para toda a região, Então mudei o seu nome para “ Classilagos “ aumentando a tiragem para 5 mil, e logo em seguida para 10 mil exemplares. Para mim será muito importante ressalvar aqui outras pessoas que fizeram parte no desenrolar dessa história de sucesso! E por isso gostaria de lembrar e agradecer ao Quaquá pela grande força, ao Eduardo da Ótica, ao Sr. Amaro que era o jornalista responsável e ainda fazia as Palavras Cruzadas, ao amigo Antônio Saraiva que me ajudou com o crédito na compra do primeiro computador do jornal, ao Léo Santi que trabalhou muito nas primeiras edições, ao Sebastian, Léo Pulga que foram os primeiros diagramadores depois do Moisés e principalmente ao Andinho que ajudou muito no desenrolar do primeiro Classilagos colorido., Agradeço muito aos primeiros clientes que acreditaram de verdade na idéia e se tornaram os primeiros pontos de coleta de anuncios que é a Ótica Maricá (Eduardo), Araken Rações (Kenzinho e Família), Eletrônica Nsa.Sra de Nazareht (Jânio), Linda Flores (Sr Adélio), Farmais (Fernando e Marcelo), Maricarro (Pedro e Alessandro) Center 1 (Junior), CNA de Mara e (Sônia in memória)) Imaginação (Claudio) Farmácia Ponta Negra (Sr Walter), Sacolão do Russo (Russo), Sancal (Sr Reginaldo) Casas Vivas (Dinézio) Mercadinho Birinight (Tuninho “in memória”), Farmalagos (Letelba), Banner 4 leveMoinho do Sul (Hans), Garfo Pipa Dágua, Sr Raphael Bottino (In Memória), Astro Rei (Magali) Jô Modas (Sr Ricardo) agradecimento especial para o taxista Zé Reinaldo que busca o jornal até hoje e ao Fabinho que já há bastante tempo distribui o jornal por todo o município com muito cuidado e carinho, e tantos outros que não dá pra lembrar e citar tudo aqui. É sempre bom frizar que sempre temos que fazer a nossa parte e acreditar em Deus pois no trabalho executado com fé e perseverança armas implantadas que Deus nos dá quando acreditamos em algo de verdade. Vale lembrar que hoje somos um dos poucos, talvez o único que sobreviveu em Maricá, e que ao longo desses anos todos se formos colocar por baixo uma média de 10 mil exemplares ao mês, então seria 120 mil por ano X 15 anos = 1.800 Hum milhão e oitocentos mil jornais distribuídos x 3 leitores cada igual = 5.400 Cinco milhões e quatrocentos mil vezes lido nesses 15 anos. Hoje estamos sólidos e com uma tiragem de 15 mil exemplares na preferência geral, agora visando e direcionando atingir à toda a região dos lagos. Desde o número 1 até hoje, os anúncios tanto grátis como pagos, ainda são o maior sucesso aonde o objetivo é sempre alcançado. Dos anúncios de publicidade chegamos a ter cerca de mais de 200 anunciantes dos quais a maioria permanece até hoje por acreditar nos resultados, graças a um trabalho que desde o início levamos muito á sério desde a digitação dos textos à diagramação e principalmente a distribuição que por ser 99% gratuita, temos um cuidado a mais de Itaipuaçú à Ponta Negra. Agradecemos aos Clientes e principalmente à Deus e pedimos para que possamos servir cada vez melhor e assim permanecer e contribuir cada vez mais para o desenvolvimento de nossa cidade e região.

Carlos Soares, fundador.

Rua Domício da Gama, 89 Slj 3 Shopping Maricá - Centro - Maricá/RJ - Região dos Lagos - Brasil
CEP 24.900-815 │ Telefone: (21) 2637-0101 / (21) 995-230-235 (WhatsApp)
Classilagos 2017 - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por creartcode